SÍNODO: Diocese da Guarda apresentou Comissão Sinodal

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

A Diocese da Guarda apresentou a Comissão Sinodal Diocesana, constituída por três leigos, um diácono, uma religiosa e dois sacerdotes, durante a Jornada Diocesana de Pastoral, no sábado, 16 de Outubro e na celebração solene que decorreu, no dia seguinte, na Sé Catedral da Guarda.

No encontro, que juntou mais de meia centena de pessoas de vários pontos da Diocese, a Comissão Sinodal deu a conhecer as linhas orientadoras do trabalho que vai realizar ao longo dos próximos meses.

Depois da nomeação e apresentação da Comissão Diocesana o próximo passo será dado a nível arciprestal com a constituição das Comissões Sinodais Arciprestais até ao dia 7 de Novembro, a que se seguirá a formação para essas Comissões, no dia 13 de Novembro. O inquérito que está a ser preparado ficará disponível on-line no dia 21 de Novembro, na página da Diocese da Guarda. A entrega dos relatórios intermédios deve acontecer até ao dia 15 de Fevereiro e a reunião Pré-Sinodal e relatório final está marcada para 26 de Março.

“Motivar os fiéis em geral, as instituições da diocese, os arciprestados, as paróquias, mas também os outros movimentos, os outros serviços, as outras obras de apostolado para darmos resposta ao apelo que o Papa nos faz, sem prejuízo de nós transversalmente estarmos atentos ao sentir da própria sociedade e podermos ajudar a valorizar aspectos para a vida de qualidade” será, de acordo com o Bispo da Guarda, a grande missão da Comissão Sinodal Diocesana.

D. Manuel Felício pretende que esta equipa sinodal diocesana “ajude quer a Igreja internamente, quer a própria sociedade em que nós estamos inseridos a assumirem as suas responsabilidades”.“Nós não queremos trabalhar para ter uma Igreja muito arrumadinha, nós queremos trabalhar é para que os cristãos e a igreja prestem um serviço a esta sociedade concreta em que nós nos encontramos, em que há aspectos da vida, essenciais para as pessoas, que estão esquecidos, há outros que são agredidos, há outros que não são valorizados”, explicou o Bispo da Guarda.

O padre Jorge Castela, responsável pela Comissão Sinodal Diocesana da Guarda considerou fundamental “conversar sobre um assunto que é importante e que nos próximos meses vai marcar a Diocese da Guarda”, destacando a presença de participantes de vários pontos da Diocese na Jornada que decorreu no Seminário da Guarda.

A Comissão Sinodal Diocesana é coordenada pelo padre Jorge Castela integrando também o padre Francisco Barbeira, o diácono Paulo Caetano, a irmã Maria da Graça Afonso, Tânia Marques, Ana Rita Loureiro e Joaquim Monteiro Brigas.A apresentação desta Comissão Sinodal, na Missa presidida por D. Manuel Felício na Sé Catedral, foi saudada, por todos os presentes, com uma grande salva de palmas.

A 16ª assembleia geral do Sínodo dos Bispos vai decorrer em Outubro de 2023, um ano depois do que estava inicialmente agendado, por causa da pandemia, sendo precedida por um processo inédito de consulta, com assembleias diocesanas e continentais.A assembleia convocada pelo Papa tem como tema “Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão”.

 

in Jornal A Guarda