SÍMBOLOS JMJ: «Queremos que os jovens peregrinem com os símbolos da JMJ»

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) chegam este sábado à diocese da Guarda e o responsável pela Pastoral Juvenil, padre Rafael Neves, disse à hoje Agência ECCLESIA que o objetivo é que “os jovens peregrinem com os símbolos”.

“Não são só os símbolos que chegam à nossa diocese e vão fazer peregrinação, queremos que os jovens diocesanos peregrinem com os símbolos, percebendo a dinâmica e a envolvência de preparação de uma Jornada Mundial da Juventude”, referiu.

A cruz Peregrina e o ícone de Nossa Senhora ‘Salus Populi Romani’, símbolos das Jornadas Mundiais da Juventude, são recebidas no sábado a partir das 16h00, na Praça Velha,com a Festa de acolhimento dos símbolos e um concerto da “Banda da Paróquia”, grupo de música de inspiração cristã da Diocese de Coimbra.

O padre Rafael Neves espera que este seja mais um “momento marcante” no caminho que querem fazer com a juventude até 2023, apostando “neste caminho de relação com a Igreja”, onde os “símbolos são marca importante” do caminho.

“Apesar do envelhecimento do interior, também sentido na diocese da Guarda”, o sacerdote sente que os jovens se têm mostrado entusiasmados e, por isso, “é humanamente exigente” quando se propõem a reunir jovens.

Do programa da peregrinação dos símbolos o responsável salienta que acontece “em tempo litúrgico da Quaresma”, onde terão presença dos símbolos em momentos de oração e vigília, bem como em escolas e outros espaços, sendo a Via-Sacra na Torre (Serra da Estrala) vista como um dos pontos altos da agenda.

Esta celebração vai decorrer a 20 de março, pelas 15h00,  num “local emblemático” da diocese e o mais alto de Portugal Continental, partindo do tema da JMJ Lisboa 2023.

“Maria partiu ao encontro de Isabel atravessando as montanhas e é isso que queremos ali viver nesse dia”, explicou o responsável.

A entrega dos símbolos à Diocese de Viseu vai acontecer no dia 3 de Abril, às 11h00.

A perergrinação passou, nos últimos meses, pelas dioceses do Algarve, Beja, Évora e Portalegre-Castelo Branco, onde a cruz e o ícone se encontram atualmente.

in Agência Ecclesia