Símbolos da JMJ em Pinhel dias 6 e 7 de março: oportunidade única

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Nos dias 6 e 7 de março, Pinhel vai receber os símbolos da JMJ, uma cruz que o Papa João Paulo II ofereceu aos jovens e um ícone de Nossa Senhora que o acompanha. Serão dois dias marcantes. Uma oportunidade única de estar perto destes símbolos que têm percorrido o mundo na mão dos jovens. A receção e o acolhimento dos símbolos têm dado muitos frutos um pouco por todo o mundo.

Com 3,8 metros de altura, a Cruz peregrina, construída a propósito do Ano Santo, em 1983, foi confiada por João Paulo II aos jovens no Domingo de Ramos do ano seguinte, para que fosse levada por todo o mundo. Desde aí, a Cruz peregrina, feita em madeira, iniciou uma peregrinação que já a levou aos cinco continentes e a quase 90 países. Foi transportada a pé, de barco e até por meios pouco comuns como trenós, gruas ou tratores. Passou pela selva, visitou igrejas, centros de detenção juvenis, prisões, escolas, universidades, hospitais, monumentos e centros comerciais.

Desde 2000 que a cruz peregrina conta com a companhia do ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani, que retrata a Virgem Maria com o Menino nos braços. Este ícone foi introduzido ainda pelo Papa João Paulo II como símbolo da presença de Maria junto dos jovens. Com 1,20 metros de altura e 80 centímetros de largura.