Primeiros padres vítimas de COVID-19 em Portugal

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Faleceram em Portugal os primeiros padres vítimas do novo coronavírus que provoca a doença COVID-19.

Manuel Horácio Alves Gomes, pároco de Lagares, Pombeiro e Vila Fria (Porto), faleceu a 6 de Novembro, aos 83 anos de idade, no Seminário de São José, em Lagares – Felgueiras. Nasceu a 1937 em Cucujães, trabalhou como missionário em Moçambique e especializou-se em Sociologia, nos EUA. Em Portugal, trabalhou na Diocese de Portalegre-Castelo Branco e na Diocese do Porto.

Manuel Pires Bastos, pároco de Ovar desde 1975, faleceu a 8 de Novembro, aos 85 anos de idade, no Hospital de S. Sebastião, em Santa Maria da Feira. Natural de Oliveira de Azeméis, Manuel Pires Bastos foi ordenado padre em 1958. Em 2009, em conjunto com um grupo de voluntários, criou na Paróquia de São Cristóvão o projeto “Mãos Solidárias”, de apoio alimentar às famílias mais carenciadas.

Infelizmente, só na Europa já faleceram centenas de padres e freiras vítimas desta pandemia. Em abril já tinham morrido mais de cem padres em Itália  e mais de setenta em Espanha.

A pandemia de Covid-19 já causou pelo menos 1.255.803 mortos em todo o mundo desde que a doença foi conhecida em dezembro na China e até às 11h00 da passada segunda-feira.