Número de católicos aumenta, mas na Europa diminui

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Os novos dados estatísticos sobre a Igreja Católica, divulgados pelo Vaticano, mostram que em 2019 o número de católicos aumentou 1,12% face ao ano anterior. O crescimento vem na sequência do que se tinha verificado entre 2013 e 2018, quinquénio em que se registou um aumento de 6% no número de católicos em todo o mundo: o número de batizados passou de 1,25 mil milhões para 1,33 mil milhões de pessoas.

O total de batizados registado pelo ‘Annuarium Statisticum Ecclesiae’ chegava, em 2019, a 1,34 mil milhões, um aumento de 16 milhões de pessoas face a 2018; a percentagem de católicos face ao total da população mundial mantém-se nos 17,7%.

Em África, registou-se um aumento de 3,4% do número de católicos na África, situação que se verifica também nos continentes asiático e americano (1,3% e 0,84% respetivamente), bem como na Oceânia (1,1%); na Europa, constata-se uma “ligeira diminuição do número de católicos”, informa a Santa Sé.

O número de sacerdotes, quer diocesanos como religiosos, manteve-se estável nos 414 mil, com aumentos na África e Ásia (3,45% e 2,91%, respetivamente) e quebras na Europa e América (1,5% e 0,5%). Já o total de diáconos permanentes aumentou 1,5% em 2019, face ao ano anterior, superando os 48 mil.

A Santa Sé assinala a “clara diminuição” do número de religiosas, que em 2019 caiu em 1,8% face a 2018, situando-se agora num total de 630 mil; o total de seminaristas também desceu, em 1,6%, registando-se 114 mil candidatos ao sacerdócio.

O continente com maior número de seminaristas foi a Ásia, com 33 821; seguem-se a África, com 32 721; a América, com 30 664; a Europa, com 15 888; e a Oceânia, com 964 seminaristas.

mais informação AQUI