JMJ 2023: A mensagem do Papa Francisco para a JMJ 2023 já está disponível

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Na mensagem aos jovens, Francisco recorda os tempos difíceis marcados pela pandemia e pelo drama da guerra e convida-os a seguir os passos de Maria para encontrar Jesus e ir ao encontro de quem é diferente.

O Papa Francisco convocou, esta segunda-feira, os jovens de todo o mundo para a próxima Jornada Mundial da Juventude, que se realiza em Lisboa, no próximo ano.

“Sonho, queridos jovens, que na JMJ possais experimentar novamente a alegria do encontro com Deus e com os irmãos e as irmãs. Depois dum prolongado período de distanciamento e separação, em Lisboa – com a ajuda de Deus – reencontraremos juntos a alegria do abraço fraterno entre os povos e entre as gerações, o abraço da reconciliação e da paz, o abraço duma nova fraternidade missionária!”, escreve o Papa.

Na mensagem para a XXXVII Jornada Mundial da Juventude, que será celebrada na Solenidade de Cristo Rei, no dia 20 de novembro próximo, nas Igrejas particulares espalhadas pelo mundo, com o tema «Maria levantou-se e partiu apressadamente», Francisco assinala que este é o tempo de os jovens se levantarem e partirem ao encontro do outro, desejando que “o Espírito Santo acenda no coração dos jovens o desejo de se levantarem e a alegria de caminharem todos juntos, em estilo sinodal, abandonando falsas fronteiras”.

Na mensagem, Francisco recorda o tema da JMJ do Panamá: «Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra», realçando que “depois daquele evento, retomamos o caminho para uma nova meta – Lisboa 2023 –, deixando ecoar em nossos corações o premente convite de Deus a levantar-nos”.

Aos jovens, Francisco lembra ainda que “nestes últimos tempos tão difíceis, em que a humanidade já provada pelo trauma da pandemia, é dilacerada pelo drama da guerra, Maria reabre para todos, e em particular para vós, jovens como Ela, o caminho da proximidade e do encontro”.

“Espero e creio fortemente que a experiência que muitos de vós ireis viver em Lisboa, no mês de agosto do próximo ano, representará um novo começo para vós jovens e, convosco, para toda a humanidade”, diz Francisco.

E neste contexto, o Santo Padre diz aos “queridos jovens” que “é tempo de voltar a partir apressadamente para encontros concretos, para um real acolhimento de quem é diferente de nós, como acontece entre a jovem Maria e a idosa Isabel”.

“Só assim superaremos as distâncias entre gerações, entre classes sociais, entre etnias, entre grupos e categorias de todo o género, e superaremos também as guerras. Só assim superaremos as distâncias entre gerações, entre classes sociais, entre etnias, entre grupos e categorias de todo o gênero, e superaremos também as guerras”, explica.

“Esperança de uma nova unidade para a humanidade”

E para Francisco “os jovens são sempre a esperança de uma nova unidade para a humanidade fragmentada e dividida, mas somente se tiverem memória, apenas se escutarem os dramas e os sonhos dos idosos”, destacando que “não é por acaso que a guerra tenha voltado à Europa, no momento em que está a desaparecer a geração que a viveu no século passado”.

Segundo o Papa, “há necessidade da aliança entre jovens e idosos, para não esquecer as lições da história, para superar as polarizações e os extremismos deste tempo”, apresentando Maria como o “modelo de como acolher este imenso dom na nossa vida e comunicá-lo aos outros, fazendo-nos por nossa vez portadores de Cristo, portadores do seu amor compassivo, do seu serviço generoso à humanidade sofredora”.

A concluir a mensagem, o Pontífice recorda que “no início do século XX, Maria quis fazer uma visita especial, quando, de Fátima, lançou a todas as gerações a mensagem forte e maravilhosa do amor de Deus que chama à conversão, à verdadeira liberdade”.

“A cada um e cada uma de vós renovo o meu caloroso convite a participar na grande peregrinação intercontinental dos jovens que culminará na JMJ de Lisboa, em agosto do próximo ano”.

A próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude vai decorrer entre os dias 1 e 6 de agosto, de 2023. O encontro de jovens com o Papa é considerado o maior evento religioso e cultural, reunindo habitualmente centenas de milhar de participantes de todo o mundo.

A JMJ nasceu por iniciativa do Papa João Paulo II. A primeira edição aconteceu em 1986, em Roma, mas, desde aí, as Jornadas já passaram por Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

In Renascensa

Pode ler a mensagem completa AQUI ou em pdf AQUI