Em cinco anos diminuiu o número de sacerdotes na Europa e cresceu em África e Ásia

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

O Escritório Central de Estatística da Igreja fez uma análise sobre o número de sacerdotes entre 2013 e 2018, e constatou que este número diminuiu de 415.348 em 2013 para 414.065 em 2018.

Contrariando a média mundial, a evolução das ordenações sacerdotais em África e na Ásia subiu, com + 14,3% e + 11,0%, respectivamente.

A Europa mostra em 2018 uma diminuição de mais de 7%. Composta por um corpo sacerdotal muito mais idoso, as mortes excederam as ordenações em quase 15.00 e foram 23.365. São, contudo, compensados pelo saldo positivo registado globalmente na Ásia e, sobretudo, em África, onde a idade média da população sacerdotal é mais baixa.

Também se pode observar que a taxa de mortalidade de todos os sacerdotes do mundo tem vindo a crescer ao longo do tempo, o que, de certo modo, diz um pouco da média de idades ser elevada. Neste período deixaram o sacerdócio cerca de 6.000 sacerdotes.

Mais informações AQUI